Reading Time: 2 minutes

As tinturas homeopáticas são a base para vários medicamentos da homeopatia. A partir das tinturas, são feitas combinações para tratar os sintomas apresentados pelos pacientes , trazendo bem-estar e qualidade de vida.

O que são tinturas

São preparações líquidas – com base em água, álcool ou glicerina – para extrair os princípios ativos de plantas. Elas são também conhecidas como tintura mãe ou TM e são o ponto de partida de diversas formas da homeopatia.  

Como são preparadas

São utilizadas plantas frescas ou secas previamente picadas ou trituradas. O resultado do contato por longo período de vegetais com o álcool, água ou glicerina é um líquido que é filtrado para dar origem a um fitoterápico natural, eficaz e muito potente: as tinturas.

O preparo das tinturas deve ser feito por farmácias ou laboratórios devidamente registrados na Vigilância Sanitária e ANVISA.

Origem das tinturas

O médico alemão Samuel Hahnemann, considerado o pai da homeopatia, desenvolveu as tinturas.  A partir dos princípios curativos das plantas, várias são as técnicas de preparação das tinturas, de acordo com o tipo de vegetal, as partes serem utilizadas, origens e a época da colheita.

Para que servem as tinturas?

Utilizadas principalmente em soluções líquidas e na formulação de pomadas e cremes, elas são indicadas para o tratamento dos sintomas de diversas doenças. Mais de 100 plantas são utilizadas na preparação das tinturas e, cada uma delas, tem princípios ativos que ajudam na melhoria da saúde.

Como armazenar?

As tinturas líquidas devem ser armazenadas em fraco na cor âmbar para proteger da luz solar.  Além disso, devem ser armazenadas em locais frescos e arejados, longe do calor, umidade e aparelhos que emitam radiações (celular, microondas, geladeira e outros).

Recomenda-se, também, guardar o medicamento homeopático longe de substâncias com odor forte, perfumes, inseticidas, por exemplo.

Leia também: Famosos que confiam na homeopatia